No ar
domingo, 21 de outubro de 2018
82 998044970
ALAGOAS

26/09/2018 ás 19h50

62

Redacao

ATALAIA / AL

CSA pode ter um novo ataque no clássico deste sábado à tarde, no Trapichão
Atacantes de ofício têm passado em branco, o que leva o técnico Marcelo Cabo a cogitar mudanças para duelo pela Série B
CSA pode ter um novo ataque no clássico deste sábado à tarde, no Trapichão
SERIE B

A julgar pelas mudanças feitas nas últimas partidas, quando atacantes foram acionados na etapa complementar, o Azulão pode ter uma nova linha de frente no clássico do próximo sábado (29), com o CSA já treinando de portões fechados para tentar vencer o arquirrival no Rei Pelé.


No último jogo, contra o Guarani, os atacantes titulares não terminaram a partida porque Rubens e Jhon Cley foram substituídos, respectivamente, por Alemão e Juan. Na oportunidade, o treinador Marcelo Cabo ainda acionou o novato Judivan. Além disso, contra o Vila Nova, também entraram no decorrer da partida os atacantes Pingo, Hugo Cabral e Judivan.


 

Rubens e Jhon Cley têm formado a dupla de ataque do CSA nos últimos jogos. Agora, há a possibilidade de mudanças porque os atacantes azulinos pouco têm balançado as redes adversárias.


Com isso, começam a ganhar espaço Hugo Cabral, Judivan e, inclusive, o meio-campista Juan - que, contra o Guarani, atuou mais avançado ao substituir Jhon Cley, vindo a ser recuado com a entrada de Judivan, que, por sua vez, substituiu o lateral Rafinha.


Por fim, Cabo também conta com a possibilidade do retorno de Neto Berola, ausente desde a partida do dia 25 de agosto, contra o Criciúma, pela 23ª rodada.


Já o zagueiro Elivelton, que substituiu Matheus Lopes e teve boa exibição contra o Guarani, falou à Rádio Gazeta sobre o confronto deste sábado. "Apesar de termos um bom retrospecto em casa, nossa responsabilidade aumenta por se tratar de um clássico. No mais, é trabalhar e aguardar uma nova oportunidade porque sei que o titular da posição é o Matheus Lopes", analisou.


Quanto ao fato de os trabalhos não contarem com a presença do torcedor azulino, Elivelton disse aprovar a estratégia. "Treino secreto é bom porque se tem mais privacidade para ensaiar uma jogada especial. É uma carta na manga que o treinador tenta passar para nós", comentou.


O CSA, que vem de duas derrotas consecutivas, é o terceiro colocado da Série B, com 46 pontos.

FONTE: Por Francisco Cardoso | Portal Gazetaweb.com

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Esporte local

Esporte local

Blog/coluna Tudo sobre o esporte local em um só lugar!
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium