No ar
domingo, 09 de dezembro de 2018
82 998044970
ALAGOAS

02/10/2018 ás 17h57

56

Redacao

ATALAIA / AL

Candidatos denunciam à OAB mudanças que impedirão voto de militares em AL
Candidatos denunciam à OAB mudanças que impedirão voto de militares em AL
Candidatos denunciam à OAB mudanças que impedirão voto de militares em AL
ELEICOES 2018

O candidato ao governo de Alagoas pelo PSL, Josan Leite e o candidato ao senado Flávio Moreno, estiveram nesta terça-feira, dia 02, na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/AL) para denunciar a mudança nos postos de trabalho dos militares que vão trabalhar durante a eleição.


Segundo Josan, “os militares foram remanejados nesta última hora e os próprios policiais relataram que se sentiram revoltados quando receberam a notícia uma vez que estavam convocados para trabalhar num local onde também iam votar, possibilidade dada pelo TRE para que pudessem exercer sua cidadania e em cima da hora  foram tomados de surpresa pela mudança de local o que vai impedir que possam votar neste domingo (07)”.


O candidato e denunciante afirmou também que muitos policiais e pessoas ligadas à segurança pública acompanham sua caminhada pela mudança de Alagoas e “essa medida com certeza é uma forma de impedir o exercício da cidadania”.


Transferência temporária


No mês de junho o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL), desembargador José Carlos Malta Marques, se reuniu com o comandante-geral da Polícia Militar de Alagoas (PM/AL), coronel Marcos Sampaio e com os representantes das Associações Militares de Alagoas que entregaram um documento solicitando a transferência temporária dos militares para as seções de destino.


Na oportunidade o próprio presidente do TRE comentou que a medida do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) permitiria “que os agentes de segurança pública de Alagoas votassem mesmo aqueles que estiverem trabalhando em regiões diferentes dos seus locais de votação”.


A reportagem do CadaMinuto entrou em contato com a assessoria de Comunicação da Polícia Militar que ficou de se posicionar diante da denúncia.


A denúncia, segundo Josan,  será também apresentada ao Tribunal Regional Eleitoral, ao Ministério Público Estadual e à Polícia Federal.


*Estagiária sob supervisão da editoria

FONTE: Estagiária sob supervisão da editoria

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium