No ar
SHOW DA MANHÃ
Quarta, 14 de novembro de 2018
82 998044970
Economia

19/10/2018 ás 07h54

18

Redacao

ATALAIA / AL

Economistas lançam manifesto pró-Haddad
Entre os signatários estão George Akerlof, Prêmio Nobel em Economia (2001), o autor americano James Galbraith e o inglês John Williamson
Economistas lançam manifesto pró-Haddad
ECONOMIA EM BAIXA

 


 


m grupo de economistas brasileiros e estrangeiros lançou, nessa quinta-feira (18), manifesto em apoio à candidatura de Fernando Haddad (PT) à Presidência.





Entre os signatários estão George Akerlof, Prêmio Nobel em Economia (2001), o autor americano James Galbraith e o inglês John Williamson, criador da expressão "Consenso de Washington", uma série de medidas liberais para promover o desenvolvimento econômico de países mais pobres.Bernard Appy, idealizador de uma proposta de reforma tributária apoiada pela maioria dos candidatos, também endossa o documento.


Operações da PF no setor de carnes ainda se refletem nas exportações


O manifesto conta ainda com as assinaturas de José Roberto Afonso, especialista em finanças públicas, professor do IDP (Instituto de Direito Público) e pesquisador da Fundação Getulio Vargas, Naercio Menezes Filho, especialista em educação e professor do Insper, e João Sayad, ex-ministro do Planejamento do governo Sarney. 


Os signatários dizem ter "posições distintas sobre economia; alguns até são críticos contundentes de políticas econômicas adotadas pelos governos do Partido dos Trabalhadores (PT)". Mas dizem que está em jogo o regime democrático brasileiro. 


"Consideramos que a democracia, a busca pela paz, as liberdades individuais, a pluralidade de opiniões, o combate ao preconceito e o enfrentamento das desigualdades (de renda, de riqueza, regionais, raciais e de gênero) são valores inegociáveis e essenciais."


Segundo o documento, "Haddad é, neste segundo turno, a melhor alternativa para garantir tais valores".Intelectuais, advogados e escritores também divulgaram carta em apoio a Haddad e pediram que ex-adversários do petista, como Ciro Gomes (PDT), Geraldo Alckmin (PSDB), Marina Silva (Rede) e João Amoêdo (Novo), componham "necessária frente democrática" contra a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL).


No documento, entregue a Haddad em ato nesta quinta, afirmam que, caso o arco não seja efetivo, ou mesmo recusado, os atores políticos serão responsabilizados "pela catástrofe que se anuncia".


A campanha do PT tem tentado, desde o início do segundo turno, formar uma frente suprapartidária para se contrapor ao capitão reformado, mas Ciro deu apenas "apoio crítico" a Haddad, enquanto Alckmin, Marina e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso declararam neutralidade.


"A história vai cobrar das lideranças políticas que o fizerem ou deixarem de fazer nestas horas decisivas", finaliza o documento. Leia a íntegra do documento: 


"Manifesto dos Economistas pela Democracia Brasileira


Os signatários desse manifesto têm posições distintas sobre economia; alguns são, inclusive, críticos contundentes de políticas econômicas adotadas pelos governos do Partido dos Trabalhadores (PT). O que está em jogo agora, contudo, é o regime democrático brasileiro e as instituições do Estado de direito. 


Consideramos que a democracia, a busca pela paz, as liberdades individuais, a pluralidade de opiniões, o combate ao preconceito e o enfrentamento das desigualdades (de renda, de riqueza, regionais, raciais e de gênero) são valores inegociáveis e essenciais.


Portanto, é imprescindível nos posicionarmos quanto à escolha do próximo presidente do Brasil. Fernando Haddad é, neste segundo turno, a melhor alternativa para garantir tais valores. 



Assim, abaixo-assinamos este manifesto em apoio à sua candidatura, em prol da estabilidade política e econômica, do desenvolvimento ambientalmente sustentável, da inclusão social e do combate à corrupção. Para esses mesmos fins democráticos, manteremos uma postura crítica e vigilante ao governo que vier a ser eleito no Brasil em 2018.


Declaration of Economists in Support of Brazilian Democracy


The signatories of this declaration have varying positions on economics; some, in fact, are outright critics of the economic policy adopted by the Workers' Party (PT) administrations. That said, what is at stake now is Brazilian democracy and the institutions of the Rule of Law. 


We believe that democracy, search for peace, individual freedoms, plurality of opinions, tackling prejudice and inequalities (of income, race, regional and gender) are non-negotiable and essential values.


Therefore, it is imperative to have a position regarding the choice of the next Brazilian President. Fernando Haddad is, in this second round, the best alternative to ensure respect for these values. 


We accordingly sign this declaration in support of his candidacy for political and economic stability, environmentally-sustainable development, social inclusion, and the fight against corruption. To ensure these democratic ends, we will maintain a critical and vigilant stance towards the elected government of Brazil in 2018.



Economistas que atuam no Brasil - Adesões iniciais André M. Cunha


André Nassif


Adriana Amado


André Chagas


André Roncaglia


Antônio Correa de Lacerda


Arthur Amorim Bragança  


Bernard Appy


Carlos Eduardo Carvalho


Carmen Feijó


Cristina Fróes de Borja Reis


Daniel Cerqueira


Daniela Magalhães Prates 


Dante Aldrighi


Darlene Dias


David Kupfer 


Eduardo Correia de Souza


Eliane Cristina Araújo


Esther Dweck 


Eustáquio Reis


Fernanda G. Cardoso


Frederico Gonzaga Jayme Jr. 


Geraldo Biasoto Jr.


Gilberto Tadeu Lima


Hedibert Freitas Lopes


Joaquim P. Andrade 


João Sayad


José Heleno Faro


José Luis Oreiro


José Roberto Afonso


Júlio Sergio Gomes de Almeida


Laura Carvalho


Leda Maria Paulani


Lena Lavinas


Leonardo Weller


Lucia Helena Salgado


Luciano Coutinho


Luiz Carlos Bresser Pereira


Luiz Gonzaga de Mello Belluzzo


Luiz Fernando de Paula


Manoel Carlos de Castro Pires


Marcia Bezerra


Marcio Favilla Lucca de Paula


Maria Luiza Falcão


Maria Sylvia Saes 


Marta Castilho


Mauro Boianovsky


Monica Viegas 


Naercio Aquino Menezes Filho


Nelson Marconi


Nelson Henrique Barbosa Filho


Paulo Furquim de Azevedo


Paulo Nogueira Batista Jr.


Ramon Garcia Fernandez


Reynaldo Fernandes


Ricardo Carneiro 


Rudinei Toneto Jr


Sérgio Gobetti 


Thiago Fonseca Morello


Economistas que atuam no Brasil  Aderbal Oliveira Damasceno


Adhemar Mineiro


Adriana Nunes Ferreira


Adroaldo Quintela


Afrânio Garcia Jr.


Alberto Di Sabbato 


Alain Herscovici


Alexis Toríbio Dantas 


Aline Souza Magalhães 


Amanda de Albuquerque


Ana Célia Castro


AnaCecília Milagres


Ana Flávia Machado


Ana Maria Hermeto C. de Oliveira


Ana Urraca Ruiz 


André Martins Biancarelli


André de Melo Modenesi


André Mourthe de Oliveira


André Nassif


Andréa Simone Rente Leão


Andrés Ferrari Haines 


Anna Mortara 


Beatriz Macchione Saes


Bernardo P. Campolina Diniz


Betty Nogueira Rocha 


Biancca Castro


Bruno M. de Conti


Camila Kimie Ugino


Carolina T. Baltar


Carlos A. Medeiros 


Carlos Gadelha


Carlos Henrique Lopes Rodrigues 


Carlos Mielitz


Cássio Garcia Ribeiro


Clélio Campolina Diniz


Cristiane Garcez


Cristina Lemos


Daniele da Rocha Faria 


Débora Freire


Denis Maracci Gimenez  


Denise Gentil 


Ebenézer Pereira Couto


Edison Rodrigues Barreto Jr 


Eduardo Costa Pinto


Elena Soihet


Eliana Ribeiro da Silva


Enéas G. de Carvalho 


Ernani Torres


Fabio Sá Earp 


Fábio Terra


Fabricio Missio


Flávio Azevedo Marques de Saes 


Fernando Amorim Teixeira 


Francisco de Assis Costa


Francisco Luiz C. Lopreato


Frederico Mazzucchelli


Gabriela Freitas da Cruz


George Flexor


Gilberto de Assis Libânio


Guilherme Delgado


Guilherme Grandi


Gustavo Britto


Helena Lastres 


Henrique Tahan Novaes


Hugo Eduardo A. da G. Cerqueira


Igor Briguiet


Ilmar Ferreira Silva


Isabela Nogueira 


Jennifer Hermann 


João Hallak Neto 


João Romero


João Saboia


José Carlos Braga


José Celso Cardoso Jr


José Eduardo Cassiolato


Jose Gabriel Porcile Meirelles


José Jorge Gebara


José Sergio Leite Lopes


Kaio Vital da Costa


Karina Kato 


Laura Schiavon 


Lauro Mattei


Leon Santiago Mendes Suhett 


Leonardo Marco Muls 


Lilian Nogueira Rolim 


Lourival Batista de Oliveira Júnior


Luiz Antônio Elias 


Luiz Martins de Melo


Mauro Boianovsky


Marcos Antônio Macedo Cintra 


Marcelo Miterhof


Márcio Wohlers


Margarita Silvia Olivera 


Margarida Batista


Maria Antonieta Del Tedesco Lins


Maria Carolina Capistrano


Maria Cristina Penido de Freitas 


Maria de Lourdes Rollemberg Mollo


Maria Luiza Falcão Silva


Maria Luiza Levi 


Mariana Ribeiro Jansen Ferreira


Marina Sequetto Pereira


Mario Marcos Sampaio Rodarte


Maryse Farhi


Mateus Girafa Lachtermacher


Mauricio Borges Lemos


Mauricio Muniz


Mauro Arruda 


Mauro Osório


Miguel Bruno 


Milena Fernandes de Oliveira


Nathalia Crissia Posena 


Niemeyer Almeida Filho


Nilson Maciel de Paula 


Nina Quintanilha Araújo


Norberto Montani Martins


Paula Alexandra Nazareth


Paulo Baltar


Paulo Guimarães


Paulo Sérgio Fracalanza


Pedro Amaral


Peter May


Raquel A. Ramos


Renata Lèbre La Rovere 


Renata Lins


René de Carvalho 


Ricardo Henriques


Ricardo Machado Ruiz


Ricardo Meilman Cohn


Ricardo Schaeffer 


Roberto Vermulm 


Rogério Gomes


Sandro Augusto Viégas Leão 


Simone Deos


Thiago Mandarino


Ulisses Pereira dos Santos


Vitor Pereira


Walter Tadahiro Shima


Wilnês Henrique


Zina Angélica Cáceres Benavides


Economistas que atuam no exterior  George Akerlof, USA - Prêmio Nobel em Economia, 2001


Adam Aboobaker , USA


Agnès Labrousse, França


Ajit Zacharias, USA


Alan Cibils, Argentina


Alberto Botta, UK


Alessandro Caiani, Itália


Alexander Guschanski, UK


Alfredo Saad Filho, UK


Amit Bhaduri, Índia


Amitava Krishna Dutt, USA


Andrea Califano , Itália


Andrea Roventini, Itália


Angel Vilariño Sanz, Espanha


Anne Eydoux, França


Annina Kaltenbunner, UK


Antoine Mandel, França


Antonella Stirati, Itália


Avinash Persaud, UK


Barbara Fritz , Alemanha


Bernhard Leubolt, Bélgica


Bhola Khan, Nigéria


Bill Black, USA


Brittany Nicole McGhee, Alemanha


Bruno Bonizzi, UK


Bruno Thèret, França


Byasdeb Dasgupta, Índia


C.P. Chandrasekhar, India


Carlo D'Ippoliti, Itália


Carlos A. Carrasco, Mexico


Carlos Mielitz, Itália


Carmen Diana Deere, USA


Christian Gehrke, Áustria


Claire Pignol, França


Dani Rodrik, USA


Daria Pignalosa, Itália


Dominique Plihon


Edwin Le Heron, França 


Eric Berr, França


Eugenio Caverzasi, Itália


Federico Tamagni, Itália


Fiona Tregenna, África do Sul


Francisco Louçã, Portugal


Fred Mosseley, UK


Frido Wenten, UK


Gary Dymski, UK


Gennaro Zezza, Itália


FONTE: Folhapress.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium