No ar
Sexta, 16 de novembro de 2018
82 998044970
Esportes

03/11/2018 ás 08h52

7

Redacao

ATALAIA / AL

'O Corinthians não pode olhar para baixo', diz Jair Ventura
Treinador falou também sobre as novas tecnologias do futebol, o susto que tomou ao se deparar pela primeira vez com a Fiel e as expectativas para 2019
'O Corinthians não pode olhar para baixo', diz Jair Ventura
TIMAO

Jair Ventura demorou para compreender o futebol como ele é. Não por culpa dele. Mas por causa do pai, seu xará. Jairzinho fez da infância do filho um conto de fadas do mundo da bola. Nos churrascos, o garoto deu seus primeiros chutes no quintal de casa com Pelé, Paulo Cesar Caju, a turma de amigos da família, que formou também a seleção brasileira tricampeã de 1970. Ao puxar as memórias da infância, Jair diz que se arrepende por não ter registrado esses momentos. "Era tão comum estar ao lado deles que nem passava pela minha cabeça".



 


A ficha caiu quando tentou a carreira de jogador de futebol. Passou por clubes de menor expressão no Rio de Janeiro e, pressionado por ter que jogar igual ao pai, único atleta que marcou gols em todos os jogos de uma edição da Copa do Mundo, Jair Ventura notou logo que estava longe do padrão de qualidade do pessoal que frequentava sua casa. Pendurou as chuteiras aos 26 anos e passou a estudar o futebol.


Diego Alves descumpre horário após discussão com Dorival no Flamengo


Discreto, de tom conciliatório, possui uma oratória que às vezes até lembra a do técnico da seleção brasileira, Tite. Assim como o ex-treinador corintiano, cria expressões e as utiliza com frequência, como "DNA vencedor". Ao Estado, ele falou também sobre as novas tecnologias do futebol, o susto que tomou ao se deparar pela primeira vez com a Fiel e as expectativas para 2019.


Qual sua análise sobre esses dois meses de Corinthians?


Positiva. Sabia da situação difícil. Mas vida de treinador é assim. Fui efetivado pelo Botafogo em 2016 com o time no rebaixamento. No Corinthians, nem pensei duas vezes. Acertei no mesmo dia e me apresentei no dia seguinte. Chegamos em uma final e fizemos bons jogos. Ainda pode ficar melhor com o desempenho nessa reta final de Brasileiro.


O que o torcedor pode esperar nessas últimas rodadas?


Não coloco metas a longo prazo. O Corinthians não pode olhar para baixo. Queremos ir o mais alto possível. Vamos olhar cada jogo como uma final e, quando chegar dia 2 de dezembro (data da última rodada), vamos fazer uma reflexão.


Como vê o Corinthians na próxima temporada?


É um clube com DNA vencedor. Ninguém quer saber se o momento é difícil, se saíram jogadores. Fico feliz porque a diretoria pensa igual. Sabe que a gente precisa de reposição.


Qual é a vantagem em começar cedo a carreira de treinador?


Meu primeiro curso foi em 2005. Me formei em 2009 e fiz meu primeiro jogo (como técnico) em 2010. Vejo só facilidade. Não vou ganhar o respeito pelos meus cabelos brancos. Ganho pelo conhecimento do dia a dia. Por esses anos de estudo, me sinto preparado.


Ser filho do Jairzinho atrapalhou sua carreira como atleta?


Total. No Brasil você é pressionado para jogar no mínimo igual. Fui persistente, mas vi que estava longe de chegar onde queria. Quando vi, estava sofrendo, ganhando mal. Corri muito errado, como a gente fala. Joguei no Gabão.


Como eram os churrascos com os amigos do seu pai?


Era tudo muito natural. Quando conto alguma história da infância para um amigo, eles perguntam: "tem foto?". E eu não tenho. Era tímido para isso. Meu pai falava: "Vai lá, tira foto com Pelé". E eu: "Para, ele tá toda hora aí".


O fracasso como jogador foi o estímulo para ser técnico?

FONTE: noticiasaominuto

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium