radio
SERGIO MORO

Alvos da Lava Jato querem votar mudança na lei penal e Moro reage

"Entendo que a apreciação deve ser adiada para a próxima legislatura, para que o novo governo possa apreciá-los", afirmou futuro ministro

26/11/2018 09h38
Por: Redacao
Fonte: NOTICIAAOMINUTO
44
JUSTIÇA
JUSTIÇA

Projeto de Lei (PL) 9.054/2017, que foi aprovado pelo Senado em 2017 e está em tramitação na Câmara, altera sete leis, entre elas o Código Penal. O objeto da comissão de juristas criada pelo Senado e que elaborou o texto, ainda em 2012, era tentar reduzir a superlotação do sistema carcerário, facilitar a ressocialização de presos e reduzir a burocracia.

 
PUBLICIDADE
 

No entanto, de acordo com informações da Folha de S. Paulo, um grupo de parlamentares de partidos envolvidos nas investigações da Lava Jato tem pressionado o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a votar o projeto nos próximos dias. O motivo, especula-se, é a chance de ter a punição para crimes de colarinho branco abrandadas.

Membros do PP, por exemplo - uma das legendas mais envolvidas em processos de corrupção -, têm condicionado o apoio a Maia, na corrida pela presidência da Câmara, à colocação do assunto na pauta da Casa.

1ª entrevista pós-eleição: Haddad avalia chegada de Bolsonaro ao poder

Patrocínio para almoço com Moro chega a R$ 20 mil

"Estou estudando o assunto e ouvindo algumas pessoas antes de decidir", afirmou Maia, negando que esteja sendo pressionado.

O futuro ministro da Justiça do governo Bolsonaro, Sérgio Moro, foi procurado pela Folha para falar sobre o projeto. "Entendo que a apreciação de projetos de reformas da lei penal deve ser adiada para a próxima legislatura, para que o novo governo possa apreciá-los. O PL 9054/17 tem pontos muito problemáticos", disse Moro.

Ele cita o caso de progressão de pena antecipada em casos de presos de unidades superlotadas e a exigência de sentença para o reconhecimento de falta grave de um presidiário, o que, segundo ele, pode levar anos. "O projeto pode inadvertidamente implicar a soltura antecipada de presos perigosos e prejudicar a disciplina nas prisões. Confio que o Congresso terá a sensibilidade de aguardar", afirmou Moro, que era o juiz responsável pela Lava Jato em primeira instância, até o início deste mês.

Questionado sobre os casos de abrandamento de punição a crimes de colarinho branco, ele preferiu não comentar.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Atalaia - AL
Atualizado às 04h57
22°
Muitas nuvens Máxima: 32° - Mínima: 22°
22°

Sensação

2.5 km/h

Vento

94.8%

Umidade

Fonte: Climatempo
FARMACIA POPULAR
PROF LESSO
PINHEITO PROMOÇAO 2
PINHEITO PROMOÇAO
Anúncio arranha-céu MF INFORMATICA
Municípios
Banner sessão política
Últimas notícias
QUINHO DO PORTAO
Banner sessão esportes INOVAR
Banner abaixo sessão esportes IMPERIO
Mais lidas
Banner sessão entretenimento
Banner ao lado dos blogs WEBE FIBE