No ar
SHOW DA MANHÃ
Segunda, 10 de dezembro de 2018
82 998044970
Economia

04/12/2018 ás 07h46

6

Redacao

ATALAIA / AL

Compras de Natal: é melhor pagar à vista ou parcelar?
Confira as dicas de um especialista para fazer o melhor negócio
Compras de Natal: é melhor pagar à vista ou parcelar?
COMPRAS DE FINAL DE ANO

Dezembro chegou e para muitos isso é sinônimo de compras de Natal. Não à toa, trata-se da data que mais movimenta o comércio em todo o mundo e por aqui não poderia ser diferente. A expectativa para este ano é que R$ 53,5 bilhões sejam na economia nacional, segundo o SPC Brasil.



 


De acordo com pesquisa do próprio Serviço de Proteção ao Crédito e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, mais de 110 milhões de brasileiros devem ir às compras neste ano, sendo que entre as pessoas que compraram presentes no ano passado, 27% pretendem gastar mais, 30% querem gastar o mesmo valor e 22% pretendem economizar.


Balança comercial tem superávit de US$ 4 bilhões em novembro


Mas qual é a melhor maneira de comprar? Parece uma questão simples, porém o especialista em educação financeira Reinaldo Domingos atenta para os prós e contras entre pagar à vista ou fazer o parcelamento. Segundo ele, para decidir entre as duas opções, é preciso conhecer a situação financeira atual – o quanto tem disponível para pagar à vista e o quanto tem de folga no orçamento. Confira abaixo:


Pagar parcelado


As compras parceladas serão divididas em cinco vezes, em média, segundo o SPC Brasil. Isso significa que as famílias estarão com o orçamento comprometido até os meses de Páscoa ou Dia das Mães. Nesse caso, é preciso saber o quanto do orçamento será comprometido nos próximos meses e ter certeza de que conseguirá pagar.


O pagamento parcelado viabiliza as compras emergenciais, não planejadas, quando é preciso fazer uma compra de valor alto mesmo não tendo todo o dinheiro no momento. No caso das compras de Natal, que acontecem todos os anos, é válido se planejar com antecedência.


Se for para pagar à vista e ficar sem dinheiro no bolso, não vale a pena. O valor pode fazer falta no decorrer do mês caso surja uma despesa não planejada. Assim se corre o risco de ficar à mercê de um endividamento de juros altos, recorrendo ao cartão de crédito ou ao cheque especial, e sofrer o descontrole financeiro que tanto desejou evitar.


Pagar à vista


De acordo com a mesma pesquisa, a maioria dos entrevistados (57%) vai optar por uma modalidade de pagamento à vista — percentual que sobe para 61% nas classes C, D e E. Para estes quem têm condições de pagar à vista sem comprometer sua reserva financeira, é um ótimo negócio. Isso porque há a vantagem de fugir dos juros, conseguir descontos e ter tranquilidade financeira nos meses seguintes a compra.


O 13º salário, por exemplo, é uma renda extra que deve ser recebida pelos brasileiros como um bônus, para realizar seus sonhos. Contudo, para usá-lo com segurança, é importante ter um fundo emergencial, que gere tranquilidade mesmo após fazer compras à vista.


Poupe primeiro, compre depois


Para as compras do ano que vem, desenvolva o hábito de poupar dinheiro. Estabeleça quais são os seus sonhos e objetivos e se organize mensalmente para chegar ao momento da compra com o valor em mãos – o que lhe gerará tranquilidade financeira e força de pagamento para conseguir descontos.


Além disso, é importante lembra que traçar um planejamento antes das compras é fundamental, ou seja, fazer uma lista das pessoas que pretende presentear, o valor que pode gastar com cada uma delas e as formas de pagamento.


 

FONTE: noticiasaominuto

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium