No ar
domingo, 21 de outubro de 2018
82 998044970
Economia

24/09/2018 ás 06h54 - atualizada em 25/09/2018 ás 06h54

27

Redacao

ATALAIA / AL

Problemas financeiros podem afetar sua saúde emocional
Problemas financeiros podem afetar sua saúde emocional
Problemas financeiros podem afetar sua saúde emocional
ECONOMIA

Ansiedade, angústia, desânimo, estresse, vergonha… a lista de sentimentos que atingem os consumidores endividados é grande. E tudo isso tem um reflexo muito negativo na vida das pessoas. Além de afetar a saúde, muitas vezes, os problemas financeiros acabam atrapalhando o relacionamento com família, o trabalho e o convívio com os amigos, o que não é nada bom.


Você deve conhecer ou mesmo ter ouvido falar de casais que passaram por momentos difíceis ou até se divorciaram por conta dos problemas financeiros. Ou ainda pessoas que quase perderam o emprego por esse mesmo motivo.


Isso é mais comum do que se imagina. Muitas vezes nem percebemos que aquela pessoa que está ao nosso lado está sofrendo, passando um momento complicado na vida financeira. Afinal, ninguém sai por aí dizendo que está endividado, passando por dificuldades e que não tem dinheiro pra nada.  O sentimento de vergonha é grande e isso faz com que as pessoas sofram sozinhas, caladas.


O perigo dos vícios


Sem saída, muitas pessoas acabam recorrendo aos vícios. Segundo uma pesquisa feita em 2017 (auge da crise) pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), pelo menos 21% das pessoas endividadas admitiram descontar os problemas no cigarro, em comida ou no álcool. Enquanto alguns sofrem de insônia (44%) e descontam a ansiedade comendo mais (34%), outros acabam desenvolvendo atitudes contrárias, como perda de apetite (35%) e vontade fora do normal de dormir (36%).


Sinais de alerta


A preocupação com o dinheiro pode parecer inofensiva, mas, se há algum incômodo, existe também um problema a ser resolvido.


O endividamento faz com que muita gente fique noites e noites sem dormir, no dia a dia apresente irritação, mal-humor, agressividade, não sinta vontade de sair de casa nem de socializar com outras pessoas.


Não ignore os primeiros sinais de preocupação e evite impasses futuros e mais graves. Se precisar, não hesite em pedir ajuda. Às vezes apenas conversando com um amigo ou parente, você consegue encontrar uma solução. Também existem órgãos especializados, como o Procon, que disponibilizam serviços de  atendimento e orientação a pessoas endividadas.


Ter um controle adequado das finanças é fundamental para evitarmos situações que podem influenciar de maneira negativa nossas emoções e nossa saúde. E a melhor forma de fazer isso é através da educação financeira. Hoje em dia existem diversas ferramentas disponíveis que auxiliam na organização das finanças. Por tanto, não há desculpas para adiar esse processo. Sempre é hora de começar!

FONTE: TNH1

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium