radio
DUPLO HOMICIDIO
Pai e filho morem em confronto com a polícia de Sergipe
Pai e filho morem em confronto com a polícia de Sergipe
01/12/2018 17h05
Por: Redacao
Fonte: Com SSP/SE
79
CRIMES
CRIMES

Adeildo Porfírio da Silva (pai), 62 anos, conhecido como "Del de Porfírio", e Carlos Daniel Ferreira da Silva (filho), o "Carlinhos", de 26 anos suspeitos de cometer diversos crimes na região do Sertão alagoano foram mortos nesta sexta-feira, dia 30, em confronto com policiais civis de Canindé de São Francisco e Poço Redondo.

 

 

A dupla tinha quatro mandados de prisão expedidos pela Justiça de Pernambuco e de Alagoas, e era  investigada pelas polícias de Sergipe e da Bahia.

 

"O trabalho de investigação está focado no combate aos crimes contra a vida, consequentemente na prisão dos seus autores. Os indivíduos eram acusados de diversos homicídios, assim como há indícios da participação de ambos em crimes na região onde estavam residindo, na divisa de Sergipe com o Estado da Bahia. Exisitiam três mandados em aberto para o pai e um para o filho, por isso foram quatro”, afirmou o delegado Fábio Santana.

 

 

Durante o cumprimento dos mandados, os policiais foram recebidos por disparos de espingardas, calibres 28 e 36, no povoado Pelado, em Canindé. Então, iniciou-se um confronto e os suspeitos foram atingidos e levados ao hospital local, mas não resistiram aos ferimentos. Foram apreendidas as duas espingardas, 29 munições e quatro cartuchos dos calibres citados. 

 

Um dos crimes nos quais os suspeitos estão envolvidos é o da morte do outro filho de Adeildo, Genivaldo Porfírio da Silva, 21 anos, irmão de Carlos de Daniel. O fato aconteceu em setembro de 2016, em um bar na Zona Rural de Itaíba, no Distrito de Negras, em Pernambuco. O motivo da discussão teria sido uma motocicleta.

 

*Com SSP/SE

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários